Cortinas - funcionalidade e beleza que nunca passa de moda

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

Cortinas—funcionalidade e beleza que nunca passa de moda

Elisabete Figueiredo—HOMIFY Elisabete Figueiredo—HOMIFY
 Living room by BORAGUI - Design Studio,
Loading admin actions …

Grandes, imensas, janelas… Luz que nunca mais acaba. Vista desafogada e contacto privilegiado entre os interiores e os exteriores das habitações. De tudo isto de faz a arquitectura moderna, pondo de lado tudo o que feche e enclausure…

Mas, e quando a luz é demais e incomoda, a vista desafogada traz consigo olhares curiosos e o contacto com o exterior deixa entrar uma brisa fria? A solução é, hoje e sempre, uma cortina!

Embora possa parecer que as cortinas estão fora de moda e são acessórios raros nos nossos dias, isso está muito longe da verdade. Estas decorações funcionais continuam na ordem do dia hoje, tal como estavam há cinquenta anos atrás. Com as devidas evoluções estéticas, mas estão cá.

Elas vestem uma casa, podendo fazer toda a diferença no estilo, ao mesmo tempo que protegem, e existem modelos para qualquer espaço da casa, só precisa de procurar.

Hoje na homify falamos de cortinas, dos tipos e das utilizações. Não perca!

Tipos de cortinas

As cortinas diferem entre si em alguns aspectos fundamentais que acabam por definir a sua utilização e a sua estética. Vamos ver que tipos de cortinas existem:

Quanto ao funcionamento

  • cortina de varão—as cortinas de varão são as mais conhecidas e as mais fáceis de instalar. Estas cortinas podem pendurar-se por ilhoses ou por tiras de tecido e o varão vai fazer parte integrante da imagem da cortina, e logicamente do espaço. Actualmente estão na moda varões discretos, sem ponteiras ou com ponteiras pequenas, que não se imponham na imagem.
  • cortina de carril ou de calha—esta cortina proporciona uma imaginem extremamente elegante, mas só pode ser instalada se existir um cortineiro ou uma sanca para disfarçar o carril. Há casos
  • cortina de enrolar—as cortinas de enrolar, como o seu nome indica, recolhem enrolando sobre um eixo, que pode ser visível ou estar oculto num cortineiro.
  • cortina em painel—as cortinas em painel normalmente são rígidas ou esticadas por um peso na parte interior e abrem e fecham lateralmente, deslizando numa calha.


Quanto ao material

  • cortinas de voile—este é um tecido leve e fresco, muito decorativo, que deixa passar muita luz e não proporciona qualquer protecção contra correntes de ar.
  • cortinas de algodão, linho, sarja, etc.—são cortinas mais pesadas, que proporcionam mais protecção e também podem ser muito decorativas, em função do espaço.
  • cortinas blackout—são pesadas e têm uma camada espessa que impede a passagem da luz. São muitas vezes combinadas com cortinas de voile para obter o melhor dos dois tipos.
  • cortinas de materiais alternativos—fitas, materiais plásticos, palhinha entrançada… Há todo um mundo de cortinas excepcionais, e não será difícil encontrar a certa para si.

O cortineiro

Há basicamente três tipos de cortineiros: sobreposto, embutido ou com iluminação. A escolha do tipo de cortineiros depende do seu gosto e dos planos de design de interiores que o seu profissional possa ter para si. Os cortineiros são estruturas aplicadas no tecto, ou construídas com ele, para esconder o mecanismo de abertura dos cortinados.

O cortineiro sobreposto é aplicado sobre o tecto. Ele pode ser de pladur, madeira ou outro material revestido de tecido.

O cortineiro embutido é um espaço deixado no tecto falso para inserir a parte superior da cortina, escondendo os carris ou os varões. O cortineiro com iluminação é basicamente um cortineiro embutido com um espaço maior para incluir iluminação.

Este não e um sistema obrigatório, mas proporciona-lhe um visual ultramoderno e mais minimalista.

Cortinas para sala

As cortinas para sala são normalmente mais leves e transparentes do que nos restantes espaços, sendo muito utilizadas as cortinas de voile. O motivo é simples:—a sala é um espaço social, menos privado, onde o objectivo das cortinas é especialmente estético. Aqui as cortinas destinam-se a proporcionar um pouco de protecção contra a luz solar excessiva e alguma privacidade, mas não precisam de ocultar totalmente os interiores. 

As cortinas lisas, de cores neutras, são um clássico nas salas, permitindo uma maior personalização com outros acessórios decorativos, como almofadas, mantas ou peças de arte. Actualmente estão muito na moda cortinas com grandes estampados, funcionando como parte integrante do processo de personalização dos espaços.

Se tem dificuldades em definir um estilo, gosta de mudanças rápidas ou de decorações discretas deve apostar em cortinas leves e neutras, eventualmente com um ou outro padrão suave. Por outro lado, se gosta de causar impacto leve muito a sério os padrões grandes e coloridos, com prints vegetais para espaço mais alegres e contemporâneos. Para um estilo menos intenso pode combinar os padrões fortes com cortinas brancas ou beges.

Nas salas de estar ficam especialmente bem cortineiros com sancas, mas se preferir o bom velho varão pode seguir uma via diferenciadora, que se destaque sobre a parede, como neste trabalho do gabinete SIZZ DESIGN.


Cortinas para quarto

Os quartos são as áreas privadas por excelência. Nestes espaços as cortinas são só devem proteger eficazmente a intimidade dos habitantes e atenuar a luz do sol, com, em última análise, devem bloqueá-la totalmente para proteger o sono dos moradores.

Nos quartos, como na sala, as melhores escolhas de cortinas modernas incidem sobre cortinas em tons suaves para proporcionar o necessário relaxamento que conduz ao sono. Se gosta de dormir para além do nascer do sol (quem não?) pode e deve tentar bloquear ao máximo a entrada de luz. Para esta finalidade pode usar um tecido mais espesso e opaco, de algodão, se não for muito sensível à luz. Mas se for, não pode deixar de colocar cortinas blackout!

As cortinas blackout são pesadas e espessas, e têm um tratamento especial que impede a passagem da luz. São bastante pesadas e deixam o quarto escuro de verdade, pelo que a sua escolha deve recair sobre cortinas de cores neutras e claras. Para ter o efeito cortina blackout quando necessário e depois poder deixar a luz entrar em comprometer a privacidade pode combinar estas cortinas com outras mais leves, em voile. Para esta combinação ser mais eficaz deve ser montada em carris ou calhas escondidas.

Cortinas para cozinha

Na cozinha vai-se tornado menos usual ver cortinas, mas elas dão muito mais funcionalidade do que se pensa. Nas horas mais quentes do dia, cozinhar com a luz solar a incidir directamente na bancada de trabalho pode ser realmente incómodo!

Mas neste espaço há que ter algum cuidado extra, em especial com o tipo de abertura e com o material.

No que respeita à abertura e montagem, o varão continua a ser útil, mas tendo em conta as difíceis condições de humidade e gordura das cozinhas, devem evitar-se carris e calhas que rapidamente se degradam. Nas cortinas de cozinha o melhor sistema é o de enrolar, que permite um bom controlo de fecho com um modo de funcionamento muito simples e bastante resistente.

Quanto aos materiais, são de evitar os materiais porosos que não se possam limpar com facilidade. Algodões absorventes, linhos… São materiais bonitos mas que depressa vão ficar indelevelmente manchados pelos vapores da cozinha. Aqui o melhor é uma fibra artificial resistente, de preferência com um tratamento anti-nódoas, para permitir limpar com a simples passagem de um pano.

Independentemente do tecido escolhido e do local onde este estiver localizado, as cortinas vão sempre acumular pó, o que as torna pouco recomendáveis para casas com pessoas alérgicas. Nestes casos a melhor solução é investir em persianas metálicas ou plásticas, que possam ser limpas com um pano húmido e aspiradas com muita regularidade. Se não quiser abrir mão da beleza única das cortinas a melhor solução é escolher tecidos sintéticos muito resistentes a lavagens frequentes.

Por outro lado e importante referir que actualmente as tendências ditam que as cortinas mais elegantes chegam do tecto ao chão, mas esta moda é pouco prática nas cozinhas por motivos óbvios, o que abre caminho às cortinas de rolo.

Se tem dúvidas na escolhas das cortinas para a sua casa o nosso conselho é que peça ajuda a um decorador pois uma escolha mal feita pode ser desastrosa para o seu estilo!

Quer ver ideias de cozinhas e depois pensar se põe ou não cortinas? Então não deixe de ler o artigo ’10 cozinhas portuguesas com certeza!

 Houses by Casas inHAUS,

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!